Louco aos Poucos-Resenha

Oops! Louco aos Poucos – Resenha

Louco  aos Poucos

Louco aos Poucos foi o último livro que eu li e eu fiquei meio abalada, na verdade, fiquei muito abalada. O livro trás muitas lições de vida, você pode até não perceber, mas elas estão ali. E foi isso que me tocou, e me fez refletir muito.

SINOPSE : Cameron Smith tem 16 anos e foi diagnosticado com a chamada “doença da vaca louca”. Ele vai morrer. Um encontro com Dulcie, uma garota-anja-punk, o convence a partir em busca da cura. De quebra, ele terá apenas de salvar o mundo. Como ajudantes, terá Gonzo, um garoto anão neurótico, e Balder, um deus viking aprisionado no corpo de um gnomo de jardim. Junte-se a eles numa viagem repleta de questões profundas – e rasas também – que mostram que a vida não passa de uma jornada psicodélica que vale a pena.

Tudo começa com a história de Cameron, ele é aquele tipo de garoto excluído que tem uma família cheia de problemas e tem uma quedinha pela garota mais popular. Só que tudo muda quando Cam começa a ter umas tonturas e sensações estranhas, e aí eles descobrem, ele está com a doença da vaca louca. E sim, ele irá morrer.

E normalmente, quando descobrimos que temos alguma doença grave, Cam foi internado. Passou um bom tempo no hospital tomando remédios para tentar prolongar mais a sua estadia pela terra, mas o problema é: essa doença é tão rara que eles não estão preparados para cuidar de algum paciente com ela.

Até que Dulcie, uma anja Punk aparece para dar uma missão para Cam: Ele terá que ir atrás do Doutor X, pois o mesmo viajou entre as dimensões e em uma dessas viagens liberou uma matéria negra que poderá destruir o mundo. Tá, mas o que isso tem a ver com o Cameron? Bem, o Doutor X tem a cura.

E aí começa toda a diversão do livro, e bota diversão nisso. Dei boas risadas com o Gonzo (um anão neurótico) e com o Balder (um deus viking aprisionado no corpo de um gnomo de jardim). Já deu para notar a loucura, né? Uma anja punk, um anão e um gnomo.

Eles começam a seguir pistas e mais pistas, se envolvendo em confusões que somos incapazes de imaginar. E isso foi a melhor coisa que pode ter acontecido para Cameron – mesmo com a doença – pois ele se divertiu como nunca, saiu na vida monótona que ele se via preso.

Eu comentei sobre o Cam na minha lista de Crushes Literários, disse que eu queria estar lá ao seu lado em todos os momentos difíceis que ele teve que passar, poder dar um abraço e ser o ombro amigo que ele precisava. Esse livro me afetou de verdade, parece que foi real o que aconteceu na história. Parece que o Cam existe e está aqui pertinho de mim, mas ao mesmo tempo está longe o suficiente para que eu seja incapaz de ajudá-lo. Ainda assim, com todos os problemas, Cam é uma pessoa super divertida e incrível, você deve conhecê-lo.

Você começa o livro dando boas risadas, mas com o decorrer da história você vai ficando mais sério e prestando mais atenção. Você fica tocado com tudo o que vai acontecendo. E quando chega ao final…ah o final. É aquele momento da decisão, sabe? O momento que você espera o livro inteiro, ele irá conseguir ou não? E você só descobrirá se ele encontra o Doutor X, acha a cura e sobrevive se ler o livro.

E eu espero mesmo que você o faça. Dá próxima vez que for comprar um livro pense nesse, valerá muito a pena. Dê um tempinho da sua vida para conhecer Cameron Smith, o garoto de dezesseis anos que tem a doença da vaca louca e que lhe ensinará muito sobre o valor da vida.

Quando terminar de ler o livro, ouça a música (e leia a tradução) Walking in The Wind da One Direction. Eu estava ouvindo quando terminei o livro, e meu Deus… Eles se completaram (a música e o livro) de uma forma incrível.

Se arrisque e conheça essa aventura fantástica que Libba Bay nos proporciona.

Porque a maior loucura que pode fazer um homem é se deixar morrer

-Dom Quixote

Esse trecho do livro Dom Quixote é citado na página 229 do livro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s